Capitão América: O Primeiro Vingador (Captain America: First Avenger, 2011) | Revisão

Depois de trazer duas histórias de origens competentes de seus personagens, a nova missão da Marvel era trazer seu herói mais importante para as telas, antes do grande evento que seria Os Vingadores no próximo ano . Capitão América é importante para entender a personalidade de Steve Rogers, uma pessoa extremamente ingênua, que mesmo ciente de suas condições, tem a coragem de querer contribuir na grande guerra.

É importante falar de Chris Evans primeiramente, que conseguiu se diferenciar de seus papéis anteriores, e trazer um Steve bem ingênuo e delicado, não perdendo seu semblante mesmo depois do experimento que daria seus poderes. E por falar nisso, que belíssimo trabalho de CG foi feito na substituição do rosto.

Outro problema que o filme enfrentaria, seria fugir da discussão sobre patriotismo exagerado, afinal, o Capitão é uma bandeira ambulante, e no ambiente da segunda guerra, isso se fortaleceria. Querendo ou não, o Capitão é apresentado como um símbolo patriota – seja no filme ou nos quadrinhos – para ajudar a arrecadar fundos para fortalecer os EUA na guerra, mas isso é rapidamente ofuscado nos eventos seguintes, trazendo uma equipe própria com membros de outros países, e fugindo o máximo da bandeira dos EUA – menos no uniforme, claro, senão o filme seria outro – que fica em segundo plano.

O filme não pretende se diferenciar dos filmes de guerra anteriores porém não decepciona, e segue uma linha simples, apenas adicionando os eventos dos quadrinhos, com boas cenas de ação em que o Capitão participa, na derrubada de quartéis da HIDRA. O vilão não poderia ser outro, o Caveira Vermelha, clássico vilão dos quadrinhos, com um Hugo Weaving excelente, é uma grande adição para o filme que se sustenta no seu desejo insaciável por poder e conquista. Depois de descobrirmos que o Tesseract é na verdade a Jóia do Espaço, fica claro que o Caveira não morreu, mas de alguma forma foi teletransportado para um outro planeta, com a possibilidade de ter reinstalado a HIDRA em outro canto do espaço, e uma opção para futuros filmes da Marvel ou do Capitão.

Todo o elenco, seja de apoio ou principal, tem sua importância, e todos os atores estão bons em seus papéis, alguns com tons cômicos que deixam o filme mais leve, tirando todo o trauma e drama de guerra, o que é bem aceitável se tratando de um filme com classificação de 12 anos.

Steve Rogers termina o filme como começou, sempre com sua coragem a frente de qualquer coisa, para ser encontrado 70 anos depois, e tentar se reintegrar ao mundo. É mais um grande filme de origem da Marvel, da gosto de rever.

Capitão América: O Primeiro Vingador (Captain America: First Avenger, 2011) | Revisão

  • Duração: 125 min.
  • Direção: Joe Johnston
  • Roteiro: Christopher Markus, Stephen McFeely
  • Elenco: Chris Evans , Hugo Weaving , Tommy Lee Jones , Hayley Atwell , Sebastian Stan ,Samuel L. Jackson , Dominic Cooper

Capitão América: O Primeiro Vingador (Captain America: First Avenger, 2011) | Revisão

9

Nota

9.0/10

Rafinha Santos

Depois de lutar ao lado de Aragorn na Terra Média, enfrentar a Matrix junto com Neo e salvar o planeta de novo junto com Os Vingadores, viajei para uma galáxia muito muito distante, e fiquei recluso no planeta Hoth por muitos anos, até saber que Luke Skywalker foi finalmente encontrado por uma menina chamada Rey. Aparentemente é o tempo dos Jedis acabarem... Porém, durante minha busca pelo último templo Jedi, minha nave deu pane de vim parar em outra galáxia. Nela, todas esses eventos que eu citei são mera ficção, e agora escrevo críticas sobre eles... É como Rick me diria: Não pense nisso!

%d blogueiros gostam disto: