Cine Holliúdy (2013) | Crítica

O cinema como lençol curto e a valorização da tela grande durante o período da ditadura. O diretor Halder Gomes resgata a memória do pertencimento regional para falar sobre o templo da sétima arte.

Image result for atriz do filme cine holliúdy

Em uma época que a TV estava alçando asas na região do Ceará, o cinema de rua ia perdendo espaço para programas televisivos da década de 70 revisados pelos militares. Assim donos das salas de transmissão de filmes vão tomando ar de comunistas pela resistência a essa corrida histórica. 

Deixando de lado essa contextualização política importante, o que impera nesse filme é o regionalismo. O tratamento cuidadoso com a interação familiar do protagonista Francisgleydisson remete nos planos a vivência no interior cearense, com montagens ali do esforço de alugar outro ponto de cinema na cidade da Pacatuba. O humor característico da região é incutido sem medo, necessitando até de legenda para se entender as falas dos atores.

Image result for event

Apesar dessa força territorial o assunto não demarca cercas. A memória trazida aqui é para o público todo, pois o cinema é para todos e uma experiência bem maior que os olhos e ouvidos. Então a escolha de focar do cinema de ação pensa no entretenimento de imitação das artes marciais após a sessão, quando o público faz barulhos de golpes de Kung Fu, como também no melhor aproveitamento emocional da grande tela na sala escura. As pessoas que assistem do lado de fora, os que reagem ao impacto visual, que comentam o absurdo, vai unindo todos na mesma atmosfera, o que permite que o protagonista consiga sustentar a última cena no palco pelo simples fato de contar e emular um filme de luta com a ajuda da montagem frenética, misturando o teatral com o cinematográfico.

Assim as limitações propriamente dito resvala nas outras artes que compôem a formação do cinema. Criativamente as histórias continuam a ser contadas, como o próprio Cine Holliúdy conta como filme. Mas Halder Gomes compreende um certo limite da idealização, pois antes de chegar em seus momentos surreais e em cenas que parecem nada convenientes simplesmente para mostrar o efeito ludibriante do cinema, o diretor fala da economia por trás, que o sucesso e os preços fazem o cinema, que o entretenimento é pago porque faz parte da profissão, a burocracia e o jogo do lençol curto com políticos, pois cinema também é política.

Image result for cinema cearense

Acaba que esse filme nacional tão cearense busca outros rios, sonhando alto, apesar de sua construção visual simplista ás vezes novelescas, consegue em menos de 2h relembrar a importância do cinema com comédia própria e gêneros próprios. É maneira célebre de apropriar algo não pertencente e ainda conseguir emocionalmente conquistar os externos.

  • Duração: 91 min.
  • Direção: Halder Gomes
  • Roteiro: Halder Gomes
  • Elenco: Edmilson Filho, Jesuíta Barbosa, Roberto Bomtempo, Rainer Cadete, Joel Gomes, Falcão, Miriam Freeland.

Davi Lima

Cinéfilo, fã de Star Wars, e ainda procurando formas de ver mais filmes para aprimorar a massa crítica. Colocando a sabedoria e o equilíbrio aonde for.

%d blogueiros gostam disto: