outubro 24, 2020

Oscar 2020 | Indicados

 

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood apresentou nesta segunda-feira (13/01), os indicados ao Oscar 2020. Liderando a lista, “Coringa”, de Todd Phillips, fez História ao se tornar o longa-metragem baseado em quadrinhos com o maior número de nomeações, 11 no total. Além de melhor Filme e favorito nas categorias de melhor Ator (Joaquin Phoenix) e melhor Trilha Sonora (Hildur Guðnadóttir), ele ainda concorre como melhor Direção, Roteiro Adaptado, Edição, Fotografia, Figurino, Maquiagem e Cabelo, Edição de Som e Mixagem de Som.

A disputa ao prêmio principal, contudo, deve ficar entre os três próximos concorrentes que aparecem com 10 indicações cada. “Era Uma Vez em… Hollywood” ganhou os Globos de Ouro de melhor Filme de Comédia, Roteiro e Ator Coadjuvante. Também foi o grande vencedor do Critics Choice Awards. A obra de Quentin Tarantino tem um forte apelo perante os votantes devido ao seu tema e pode surpreender. Brad Pitt, ao menos, está praticamente com a estatueta de Coadjuvante garantida. As demais indicações são como melhor Ator (Leonardo DiCaprio), Direção, Roteiro Original, Fotografia, Figurino, Design de Produção, Edição de Som e Mixagem de Som.

Produzido pela Netflix, “O Irlandês” é aclamado pela crítica, mas pouco compreendido pelo grande público que o considera longo demais. Com um elenco premiado, a obra-prima de Martin Scorsese pode ser uma resposta para a indústria cinematográfica caso venha a ganhar o Oscar de melhor Filme. A questão é: será que alguns membros estão dispostos a superar o preconceito para com o streaming? Além de melhor Filme, ela concorre como melhor Direção, Ator Coadjuvante (Al Pacino e Joe Pesci), Roteiro Adaptado, Edição, Fotografia, Figurino, Design de Produção e Efeitos Visuais. Este último pode ser visto nas técnicas de rejuvenescimento dos atores.

Ainda inédito no Brasil, “1917” foi o último candidato a despontar na temporada de prêmios. Vencedor do Globo de melhor Filme de Drama e de melhor Diretor, ele chega grande no Oscar. Elogiado pelo virtuosismo técnico, Sam Mendes pode conquistar sua segunda estatueta de Direção. A primeira foi por “Beleza Americana” há 20 anos. O épico de guerra não foi nomeado em nenhuma categoria de atuação, mas está na disputa como melhor Roteiro Original, Fotografia, Maquiagem e Cabelo, Trilha Sonora, Design de Produção, Edição de Som, Mixagem de Som e Efeitos Visuais.

Vencedor da Palma de Ouro do Festival de Cannes, “Parasita” pode ser o primeiro Filme não falado em inglês a conquistar o Oscar de melhor Filme. Porém, fica a dúvida se a Academia teria coragem de reconhecer o cinema feito do outro lado do mundo como o melhor do ano. De qualquer forma, ele já fez História como o primeiro longa-metragem sul-coreano a concorrer nas principais categorias do Oscar. A vitória como melhor Filme Internacional pode ser dada como certa. As chances do cineasta Bong Joon-ho como melhor Direção e Roteiro Original também são grandes. As outras duas indicações são como melhor Edição e melhor Design de Produção.

Após um começo fraco na temporada, “Adoráveis Mulheres” tomou fôlego e chegou ao prêmio com seis indicações: melhor Filme, Atriz (Saoirse Ronan), Atriz Coadjuvante (Florence Pugh), Roteiro Adaptado, Trilha Sonora e Figurino. Apesar da torcida, Greta Gerwig não conseguiu romper a supremacia dos homens na categoria de Direção. Em mais um acerto da Netflix este ano, o drama familiar “História de Um Casamento” deve dar a Laura Dern o Oscar de melhor Atriz Coadjuvante. Se há alguém que pode tirar o Oscar de melhor Ator de Joaquin Phoenix é Adam Driver. Noah Baumbach não concorre como melhor Diretor, mas aparece em Roteiro Original.

Apesar de não ter muita chance diante de Renée Zellweger, por “Judy”, como melhor Atriz, Scarlett Johansson debuta na premiação com uma indicação dupla. Por “Jojo Rabbit”, eleito o melhor Filme do Festival de Toronto pelo público, ela concorre como melhor Atriz Coadjuvante. A sátira da Segunda Guerra Mundial – que ainda não estreou nos cinemas brasileiros –, ainda proporcionou a Taika Waititi, diretor de “Thor: Ragnarok” (2017), a nomeação como melhor Roteiro Original. Com quatro indicações, “Ford vs Ferrari”, um dos melhores longas já feitos sobre automobilismo, completa a disputa pelo Oscar de melhor Filme. Ao todo são nove concorrentes.

Valem ressaltar ainda as três indicações merecidas de “Dois Papas”, do brasileiro Fernando Meirelles, como melhor Ator (Jonathan Pryce), Ator Coadjuvante (Anthony Hopkins) e Roteiro Adaptado, e do empoderado “O Escândalo”, como melhor Atriz (Charlize Theron), Atriz Coadjuvante (Margot Robbie) e Cabelo e Maquiagem. O compositor John Williams, por “Star Wars: A Ascensão Skywalker”, bateu seu próprio recorde e se tornou a pessoa viva com mais nomeações, 52 até o momento. Apesar de bem representado por “A Vida Invisível”, o Brasil novamente ficou de fora da disputa de melhor Filme Internacional. No entanto, nosso cinema se faz presente com o documentário “Democracia em Vertigem”, de Petra Costa, disponível na Netflix.

Indicada ao Globo de Ouro e ao prêmio do Sindicato dos Atores, a esnobada da Academia em Jennifer Lopez como melhor Atriz Coadjuvante, por “As Golpistas”, foi um dos assuntos mais comentados. A ausência de “Frozen 2” como melhor Animação também chamou atenção. Provando que o Oscar não prestigia atores de comédia, mesmo em papéis dramáticos, Adam Sandler, por “Joias Brutas”, e Eddie Murphy, por “Meu Nome é Dolemite”, ficaram somente na promessa. Assim como Lupita Nyong’o, por “Nós”. Por fim, um dos filmes mais singelos da temporada, “A Despedida” foi completamente ignorado, jogando contra a falta de diversidade.

O anúncio das indicações ao Oscar 2020 foi feito pelos atores John Cho e Issa Rae na manhã de hoje, direto do Museu da Academia que será inaugurado ainda este ano, em Los Angeles. Em sua 92ª edição, a cerimônia de entrega das estatuetas será mais cedo, no dia 9 de fevereiro. Pela segunda vez seguida, a festa não terá um anfitrião, cabendo aos astros e estrelas de Hollywood apresentar os prêmios. A transmissão no Brasil será feita pelo canal pago TNT, na íntegra, e pela TV Globo. A seguir, você confere a lista completa com os nomeados. Faça suas apostas!

MELHOR FILME

“Ford vs Ferrari”

“O Irlandês”

“Jojo Rabbit”

“Coringa”

“Adoráveis Mulheres”

“História de Um Casamento”

“1917”

“Era Uma Vez em… Hollywood”

“Parasita”

 

MELHOR ATOR

Antonio Banderas – “Dor e Glória”

Leonardo DiCaprio – “Era Uma Vez em… Hollywood”

Adam Driver – “História de Um Casamento”

Joaquin Phoenix – “Coringa”

Jonathan Pryce – “Dois Papas”

MELHOR ATRIZ

Cynthia Erivo – “Harriet”

Scarlett Johansson – “História de um Casamento”

Saoirse Ronan – “Adoráveis Mulheres”

Charlize Theron – “O Escândalo”

Renée Zellweger – “Judy”

 

MELHOR ATOR COADJUVANTE

Tom Hanks – “Um Lindo Dia na Vizinhança”

Anthony Hopkins – “Dois Papas”

Al Pacino – “O Irlandês”

Joe Pesci – “O Irlandês”

Brad Pitt – “Era Uma Vez em… Hollywood”

 

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE

Kathy Bates – “O Caso Richard Jewell”

Laura Dern – “História de Um Casamento”

Scarlett Johansson – “Jojo Rabbit”

Florence Pugh – “Adoráveis Mulheres”

Margot Robbie – “O Escândalo”

MELHOR ANIMAÇÃO

“Como Treinar o seu Dragão 3”

“Perdi Meu Corpo”

“Klaus”

“Link Perdido”

“Toy Story 4”

 

MELHOR FOTOGRAFIA

Rodrigo Prieto – “O Irlandês”

Lawrence Sher – “Coringa”

Jarin Blaschke – “O Farol”

Roger Deakins – “1917”

Robert Richardson – “Era Uma Vez em… Hollywood”

 

MELHOR FIGURINO

Sandy Powell e Christopher Peterson – “O Irlandês”

Mayes C. Rubeo – “Jojo Rabbit”

Mark Bridges – “Coringa”

Jacqueline Durran – “Adoráveis Mulheres”

Arianne Phillips – “Era Uma Vez em… Hollywood”

MELHOR DIREÇÃO

Martin Scorsese – “O Irlandês”

Todd Phillips – “Coringa”

Sam Mendes – “1917”

Quentin Tarantino – “Era Uma Vez em… Hollywood”

Bong Joon-ho – “Parasita”

 

MELHOR DOCUMENTÁRIO

“Indústria Americana”

“The Cave”

“Democracia em Vertigem”

“For Sama”

“Honeyland”

 

MELHOR CURTA DOCUMENTÁRIO

“In the Absence”

“Learning to Skateboard in a Warzone (If You’re a Girl)”

“Life Overtakes Me” (“A Vida em Mim”)

“St. Louis Superman”

“Walk Run Cha-Cha”

MELHOR EDIÇÃO

Michael McCusker e Andrew Buckland – “Ford vs Ferrari”

Thelma Schoonmaker – “O Irlandês”

Tom Eagles – “Jojo Rabbit”

Jeff Groth – “Coringa”

Yang Jinmo – “Parasita”

 

MELHOR FILME INTERNACIONAL

“Corpus Christi” (Polônia)

“Honeyland” (Macedônia)

“Les Misérables” (França)

“Dor e Glória” (Espanha)

“Parasita” (Coreia do Sul)

 

MELHOR CABELO E MAQUIAGEM

“O Escândalo”

“Coringa”

“Judy”

“Malévola: Dona do Mal”

“1917”

MELHOR TRILHA SONORA

Hildur Guðnadóttir – “Coringa”

Alexandre Desplat – “Adoráveis Mulheres”

Randy Newman – “História de Um Casamento”

Thomas Newman – “1917”

John Williams – “Star Wars: A Ascensão Skywalker”

 

MELHOR CANÇÃO ORIGINAL

“I Can’t Let You Throw Yourself Away” – Música & Letra por Randy Newman – “Toy Story 4”

“(I’m Gonna) Love Me Again” – Música por Elton John e Letra por Bernie Taupin – “Rocketman”

“I’m Standing With You” – Música & Letra por Diane Warren – “Superação: O Milagre da Fé”

“Into the Unknown” – Música & Letra por Kristen Anderson-Lopez e Robert Lopez – “Frozen 2”

“Stand Up” – Música & Letra por Joshuah Brian Campbell e Cynthia Erivo – “Harriet”

MELHOR DESIGN DE PRODUÇÃO

“O Irlandês”

“Jojo Rabbit”

“1917”

“Era Uma Vez em… Hollywood”

“Parasita”

 

MELHOR CURTA ANIMADO

“Dcera (Daughter)”

“Hair Love”

“Kitbull”

“Memorable”

“Sister”

MELHOR CURTA LIVE ACTION

“Brotherhood”

“Nefta Football Club”

“The Neighbors’ Window”

“Saria”

“A Sister”

 

MELHOR EDIÇÃO DE SOM

“Ford vs Ferrari”

“Coringa”

“1917”

“Era Uma Vez em… Hollywood”

“Star Wars: A Ascensão Skywalker”

 

MELHOR MIXAGEM DE SOM

“Ad Astra – Rumo às Estrelas”

“Ford vs Ferrari”

“Coringa”

“1917”

“Era Uma Vez em… Hollywood”

MELHORES EFEITOS VISUAIS

“Vingadores: Ultimato”

“O Irlandês”

“O Rei Leão”

“1917”

“Star Wars: A Ascensão Skywalker”

 

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO

Steven Zaillian – “O Irlandês”

Taika Waititi – “Jojo Rabbit”

Todd Phillips & Scott Silver – “Coringa”

Greta Gerwig – “Adoráveis Mulheres”

Anthony McCarten – “Dois Papas”

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL

Rian Johnson – “Entre Facas e Segredos”

Noah Baumbach – “História de Um Casamento”

Sam Mendes & Krysty Wilson-Cairns – “1917”

Quentin Tarantino – “Era uma Vez em… Hollywood”

Bong Joon-ho e Han Jin-won – “Parasita”

 

%d blogueiros gostam disto: