The Marvelous Mrs. Maisel – Primeira Temporada (2017) | Crítica

Thank you and good night!

É com essa frase que a primeira temporada de The Marvelous Mrs. Maisel acaba e o sentimento que fica é realmente de gratidão pela qualidade dessa série. É tão bom ver produções com protagonista mulher e em um cenário dominado por homens ser tão boa.

O telespectador fica preso desde o primeiro episódio, no começo por curiosidade em relação a Miriam sendo aparentemente uma mulher perfeita que apoia o marido, cuida de dois filhos e com toda sua vida planejada desde os quinze anos. E acaba ficando quando tudo isso desmorona assim que ela descobre a traição do marido levando para uma das melhores cenas de comedia stand up que já vi. A serie realmente só começa depois do primeiro episódio, Miriam precisa lidar com seu primeiro crime (outro momento hilário) e com sua vida virada de cabeça para baixo em menos de um dia.

Todos os personagens começam seu arco a partir do segundo episódio, os pais dela, Abe e Rose, que são conservadores, mas sempre muito engraçados e nunca problemáticos, o seu marido, Joel percebendo que perdeu uma boa mulher e lidando com outros problemas, Susie é a pessoa que vai ser a Manager de Miriam na sua carreira de humorista. Não consigo achar nenhuma falha grave nos arcos dos personagens, mesmo que eles façam alguma coisa relativamente ruim em um episódio, acabam se redimindo em outro, como o pai que aparenta apoiar a ideia machista de que uma mulher precisa de marido, mas depois apoia a filha, não importa a decisão que ela tomar.

Mesmo com apenas oito episódios, a série consegue abordar vários cenários, claramente mostrando a distância de semanas entre um e outro, ela tem um belo arco de início que passa pela crise quando Miriam decide abandonar a comedia e volta com tudo no final e sempre tendo momentos de comedia muito bem feitos.

Um dos maiores problemas, talvez o único, que a serie apresenta é: Miriam voltando com Joel, como se estivesse indo contra tudo que foi proposto até aqui, mas isso não chega a incomodar muito.

The Marvelous Mrs. Maisel é outra ótima produção da Amazon, com um humor inteligente, rápido, e abordando várias situações que não podem ser tão divertidas, mas a série consegue transformar em algo engraçado. Mesmo com apenas uma temporada lançada, já está renovada até a terceira temporada, realmente merece uma chance, nem que seja apenas o Piloto.

No Emmy 2018, ela está concorrendo em: melhor série de comédia, Rachel Brosnahan em melhor atriz em série de comédia, Tony Shalhoub em melhor ator coadjuvante em série de comédia, Alex Borstein em melhor atriz coadjuvante em série de comédia, Jane Lynch em melhor atriz convidada em série de comédia, Amy Sherman-Palladino em melhor direção de episódio em série de comédia e Amy Sherman-Palladino em melhor roteiro de episódio em série de comédia. Gostaria muito de falar que as chances são grandes, mas em todas as categorias tem boas séries também, esse ano o pareô vai ser duro, o que nos resta é rezar para os deuses do áudio visual para que sua série ganhe. Esse ano, para quem vai sua torcida? Deixe um comentário com seu bolão.

%d blogueiros gostam disto: