agosto 10, 2020

Star Wars, Episódio V: O Império Contra-Ataca (1980) | Crítica

Para a criação de universo a escala e o senso de espaço é fundamental. O diretor Irvin Kershner parece exercitar exatamente isso no Episódio 5 da Saga.

Image result for empire strikes back SCENES

Se George Lucas em sua mania de controlar tudo prendia até uma fluida dramaticidade, o novo diretor escolhido para dirigir a franquia permite que as coisas fujam do controle para que os cenários sejam melhor aproveitados e a estranheza num universo muito, muito distante, há muito tempo atrás, seja sentida na pele. Quando existe a construção de perseguição dentro do filme em que os heróis precisam se dividir para aprenderem mais de si, não é apenas uma análise da jornada do herói, é o momento em que os locais fantasiosos são mais experimentados, porque se busca o refúgio.

Quando se apresenta Hoth como o planeta super frio entende-se também como ele pode ser perigoso, e já nos primeiros minutos se prenuncia o perigo que trata o filme, perigo da morte, um dos obstáculos primordiais de uma grande jornada. Em Dagobah, Luke não aprende apenas as boas novas, ele aprende sobre a morte, sobre o pecado que ele pode cometer e que o pode destruir em uma caverna. Não é só enfrentar o vilão, é preciso ser aliado da Força como o Mestre Yoda fala, é entender o local em que se está se metendo para conseguir entender suas decisões. Da mesma forma é no campo de Asteroides que se descobre o amor, é na função extraordinária do escapismo do “hiperdrive” que dá errado que se permite conseguir mais desafios para que os personagens se chacoalhem dentro da nave, em que até a câmera torta se firma como fixa em algum momento.

Image result for empire strikes back stills

Assim, a cidade Bespin se torna o auge, a cidade das nuvens não por acaso. Ao mesmo tempo que se tem a visão futurista é obscura a visão por trás, em que naquele espaço tão branco e com a trilha sonora do compositor John Williams dando uma esperança no ar, logo se compreende com C-3PO o que realmente existe naqueles corredores que o personagem Lando Calrissian apresenta. São em planos e contra planos em que o protagonista Luke Skywalker se esgueira tentando alcançar seus amigos e Lando tentando entender quem era aquele que empunha o sabre.

Dentro de locais desconhecidos por uns, os que conhecem tais locais vislumbram o desconhecimento, criando um senso de perigo geral que necessite repensar, entender o que Yoda quis dizer sobre o que uma visão realmente quer dizer. Paciência, diz Yoda ao aprendiz. Luke não pertence a ela, mas ele desesperadamente quer ser um Jedi, assim como o personagem Han Solo, pela imprevisibilidade que ele se dispõe, mesmo com mais paciência também não busca conhecer os locais em que se abriga, porque quer apenas fugir.

Related image

E chegando ao embate icônico entre o vilão, que por conhecer demais os locais mata os ansiosos por indulgências dele, e o herói, que não se dispõe a entender o fracasso como aprendizado, entende-se que a ponte da grande luta é o foco espera para os personagens a ocuparem. Com planos abertos de cima, Irvin Kershner sempre se preocupando com as escalas, desde da guerra de abertura no planeta frio de Hoth com os AT-AT imponentes(que o famoso designer Ray Harryhausen amaria), é possível enxergar como os espaços subjugam. No embate não é quem sabe lutar melhor, até mesmo nisso se sente precariedade, como se não houvesse uma luta apenas direta dos espadachins, mas também com o contexto robótico, de fumaça, de perdição eminente. 

Image result for empire strikes back SCENES

É preciso entender também que a entrada do conhecimento visual de um superior a Vader, o Imperador, coloca-o sobre pressão. O grande vilão a partir disso, até mesmo em suas constantes corridas nervosas dentro dos cruzadores depois de determinar algo aos almirantes que sempre o olham temerosos, demonstra impaciência para se alcançar respeito, pois chegará um instante no filme que tudo se desmanchará no ar.

Por isso o diretor em sua temática de locais e escalas afia a singularidade que George Lucas proporcionou. E por isso os filmes de meio de Star Wars continuam imbatíveis em entender como jogar com experiência e a expectativa. 

Image result for empire strikes back SCENES
%d blogueiros gostam disto: